Artigo publicado em 10 nov 2016 | Este artigo tem 1 Comentário

image

INTRODUÇÃO

Em última análise, precisamos amar para não adoecer.” Sigmund Freud

Abordaremos neste artigo a arte de saber respeitar o amor, ainda que, o amor entre os parceiros se acabe.Quando tratamos sobre o assunto, relacionamento entre casais, geralmente, as pessoas ficam com pé atrás. E pode-se dizer que, às mulheres são quase que uníssonas nesse assunto. Geralmente, o mundo feminino expõe mais frequentemente os sentimentos em comparação ao mundo masculino, que, comumente oculta os seus sentimentos.

DO FIM X RESPEITO

Mas quando as pessoas se unem por amor e o relacionamento chega ao fim, deveriam terminar com o mínimo de respeito pelo o que ambas se proporão a viverem juntas consensualmente pelo tempo que deu certo. (mais…)

Artigo publicado em 30 out 2016 | Este artigo tem 0 Comentário

image

“Vivemos com o que recebemos, mas marcamos a vida com o que damos.” Winston Churchill

Abordaremos no presente artigo os sujeitos: manipulador, manipulável e o sujeito suposto manipulável. Para o entendimento dessas três regras elucidaremos a seguir com a elaboração desse artigo.

As pessoas que fazem pouco de nós, acreditam ser superiores a nós, por serem manipuladoras! E tentam nos subestimar o tempo todo, para ter o controle sobre a nossa mente, os nossos sentimentos e as nossas emoções. Portanto, cada um deve receber de nós aquilo que nos oferta. Eis, o meu amor próprio. (mais…)

Artigo publicado em 25 out 2016 | Este artigo tem 1 Comentário

image

COMO É DIFÍCIL CONVIVER COM A DESONESTIDADE

Será desonestidade um desvio de caráter?
Vivemos em um mundo onde em qualquer lugar é muito fácil encontrar e perceber pessoas desonestas, seja em qualquer situação cotidiana presenciamos e vivemos cercados por desonestidade das mais variadas formas. Não podendo esquecer também aquele que rouba por um transtorno no controle do impulso. Ou seja, é desonesto por doença, dando-se o nome a isto como cleptomaníaco. (mais…)

Artigo publicado em 18 set 2016 | Este artigo tem 1 Comentário

 

 

image

“A única anormalidade é a incapacidade de amar.” Anaïs Nin

O presente artigo tem por objetivo discorrer sobre a psicopatia. Assunto abordado em outros artigos deste blog. Porém, um assunto sempre relevante e informativo. A psicanálise, por exemplo, não faz o uso da palavra psicopata, mas sim, perverso que tem a mesma conotação, entretanto, “perverso” dá margem a muitas interpretações, inclusive, no contexto da psicanálise. Discorremos o assunto  usando a palavra psicopata, que, na realidade, tem a mesma intenção, ou seja, elucidar este transtorno de personalidade. (mais…)